Summary: A colagem de bráquetes ortodônticos é rotineiramente realizada com resinas compostas (RC) devido a sua simplicidade e praticidade de utilização. Porém, após a remoção do aparelho fixo é comum se observar grande frequência de lesões de manchas brancas nos dentes (Fonseca et al., 2010), além de maior dificuldade de remoção da resina do esmalte dentário. Fitzpatrick e Way (1977) comprovaram que o procedimento de remoção da resina composta ao final do tratamento ortodôntico pode remover até 55,6 µm de superfície do esmalte. Em função disso, tornou-se necessário procurar novos materiais de colagem de bráquetes que auxiliem na prevenção dessas lesões, possuam resistência mecânica suficiente para resistir aos esforços mastigatórios e de movimentação dentária e tenham maior facilidade de remoção. O cimento de ionômero de vidro (CIV) é utilizado rotineiramente para a cimentação de bandas ortodônticas. Possui propriedades que o torna uma boa opção para a colagem direta, já que possui características como a liberação de flúor e a facilidade de remoção. Entretanto, quando comparado às resinas compostas, o CIV apresenta menor resistência mecânica. O único CIV comprovado na literatura com boa resistência mecânica e indicação clínica para a colagem direta de acessórios ortodônticos é o Fuji Ortho LC® (GC Corp., Toquio, Japão). No entanto este é um material caro e de difícil aquisição no Brasil.

Starting date: 2014-07-30
Deadline (months): 24

Participants:

Rolesort descending Name
Coordinator * Maria Christina Thomé Pacheco
Student Master * Angelica Drago Marchesi Pimentel
Transparência Pública
Acesso à informação

© 2013 Universidade Federal do Espírito Santo. Todos os direitos reservados.
Av. Marechal Campos, 1468 - Maruípe, Vitória - ES | CEP 29043-900