Alteração de cor e sorção de água de resinas compostas imersas em água e soluções corantes

Resumo: Introdução: As resinas de baixa contração representam uma nova categoria de materiais odontológicos diretos que restauram utilizando incrementos de 4 mm, pois apresentam reduzida contração de polimerização. Muitos estudos tem investigado suas propriedades mecânicas com resultados favoráveis. No entanto, poucos são os registros sobre a estabilidade de cor e sorção destes novos materiais. Objetivo: Avaliar a sorção e a alteração de cor de resinas compostas de baixa contração (RBCs) e convencionais (RCS) após imersão em diferentes soluções e intervalos de tempo. Materiais e Métodos: Serão testadas seis resinas compostas, incluindo três RBCs (Aura Bulk Fill, SDI; Tetric N-Ceram Bulk Fill, Ivoclar Vivadent; Filtek Bulk Fill; 3M ESPE) e três RCs (Aura, SDI; Tetric N-Ceram, Ivoclar Vivadent; Filtek Z350 XT; 3M ESPE). As soluções corantes serão café, Coca-cola® e vinho tinto. Trinta e duas amostras de cada grupo serão aleatoriamente distribuídas entre as três soluções (n=8) e água destilada (n=8). Uma balança analítica eletrônica para obtenção das massas e aplicação na fórmula de sorção de água após 10 dias de imersão. Para avaliar a alteração de cor será utilizado um espectrofotômetro e o sistema CIE L*a*b*. Resultados Esperados: Estima-se que as resinas de baixa contração sejam tão susceptíveis à alteração de cor e à sorção quanto as resinas convencionais.

Data de início: 2016-07-25
Prazo (meses): 12

Participantes:

Papelordem decrescente Nome
Aluno Mestrado Lara Paulino Laiber
Coordenador Jackeline Coutinho Guimarães
Vice-Coordenador Claudia Machado de Almeida Mattos
Transparência Pública
Acesso à informação

© 2013 Universidade Federal do Espírito Santo. Todos os direitos reservados.
Av. Marechal Campos, 1468 - Maruípe, Vitória - ES | CEP 29043-900