Análise molecular do epitélio e do estroma em lesões benignas e malignas da região colorretal e associações com aspectos clínicos e dietéticos

Resumo: O câncer colorretal (CCR) é uma das neoplasias malignas mais comuns em todo o mundo e apresenta altos índices de morbidade e mortalidade. A maioria dos CCR cresce lentamente a partir de pólipos adenomatosos associado a alterações genéticas e fatores ambientais. Aspectos moleculares ganham interesse quando permitem uma análise mais detalhada para definição do comportamento tumoral. O colágeno tipo I parece exercer um importante papel na progressão das lesões, inclusive na ocorrência de metástase. Já a vimentina é um marcador da trasformação epitelial-mesenquimal (TEM), processo em que as células epiteliais adquirem um fenótipo mesenquimal, incluindo diminuição de junções de adesão intercelulares e aumento da motilidade. O objetivo deste estudo é investigar, por meio de técnica de imunohistoquímica, a expressão de vimentina e colágeno tipo I em adenomas colorretais e CCRs e correlacionar com perfil clínico e hábitos nutricionais de pacientes atendidos pelo Serviço de Coloproctologia do Vitória Apart Hospital. Espera-se que a análise do perfil de expressão molecular possa ser um potencial biomarcador para a identificação de pacientes que estão em maior risco para desenvolvimento do CCR, além de recorrência e metástase tumorais, o que poderia fornecer novas abordagens de prognóstico e terapêutica.

Data de início: 2016-08-01
Prazo (meses): 12

Participantes:

Papelordem decrescente Nome
Colaborador Marcos da Silva Pacheco
Colaborador Karla Loureiro Almeida Coburn
Colaborador WILLIAN GRASSI BAUTZ
Coordenador Leticia Nogueira da Gama de Souza
Transparência Pública
Acesso à informação

© 2013 Universidade Federal do Espírito Santo. Todos os direitos reservados.
Av. Marechal Campos, 1468 - Maruípe, Vitória - ES | CEP 29043-900